Da SMCS

Curitiba é a capital brasileira com melhor sinalização para pedestres, usuários do transporte coletivo e ciclistas segundo levantamento do portal Mobilize (www.mobilize.org.br), realizado entre junho e julho deste ano em 25 cidades brasileiras.

O portal analisou, sobre o item sinalização para pedestres e ciclistas, a existência de faixas de travessia, placas de advertência, semáforos específicos para os pedestres ciclistas e placas indicativas de orientação para quem anda ou pedala pela cidade. Na área de transporte público, foram levantados itens como as informações disponíveis nos pontos de parada e a sinalização no interior dos veículos.

sinalização

Foto: SMCS

O resultado da pesquisa comprova o grande investimento que a atual gestão da Prefeitura tem realizado em sinalização na cidade. Em 2013 e 2014, foram investidos mais de R$ 23 milhões em sinalização e manutenção e colocação de novos semáforos, com um reforço principalmente neste ano em função do evento Copa do Mundo FiFA 2014. Tais investimentos, integram o programa Curitiba Mais Humana, dentro das medidas de mobilidade urbana.

“Observamos que Curitiba precisava urgentemente de investimentos na sinalização. Firmamos também o compromisso de reduzir o número de acidentes e mortes no trânsito, conforme demanda do projeto Vida no Trânsito. Com melhor sinalização na cidade e campanhas educativas como da Vó Gertrudes e da Lei Seca Vai Pegar, houve uma redução de mais de 15% as mortes em Curitiba em 2013”, informa a secretária de Trânsito, Luiza Simonelli.

A Prefeitura sinalizou centenas de vias, utilizando mais de 150 mil m² de sinalizações no pavimento, e instalou cerca de 15 mil placas na capital. Também foram instalados 259 novos semáforos para pedestres desde o início de 2013, além de implementar um projeto-piloto que dá mais tempo de semáforo para pedestres com mobilidade reduzida, através do cartão da Urbs para idosos e pessoas com deficiência. Outro projeto que passa por teste é a dos semáforos específicos para ciclistas.

Ainda na área dos semáforos de pedestres, a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) realizou pesquisa de velocidade de pessoas idosas para atravessar a faixa de pedestre. Após o levantamento, o tempo de abertura do semáforo de pedestre está sendo aumentado gradativamente em todos os equipamentos da cidade – anteriormente, a velocidade média do pedestre era considerada em 1,2 metros por segundo (m/s), passando para 1m/s após a pesquisa.

A sinalização está sendo reforçada no entorno das escolas da rede pública municipal, que também estão recebendo faixas elevadas em suas proximidades, assim como outros locais de grande acesso de pedestres.

A Prefeitura também iniciou o pioneiro projeto da Via Calma, que permite o compartilhamento de uma rua (Av. Sete de Setebro) entre carros, motos e bicicletas – foi criada e sinalizada uma faixa preferencial para bicicletas e também as bicicaixas, espaço especial para bicicletas se posicionarem antes dos carros para esperar a abertura dos semáforos.

Na área do transporte público, a atual gestão implantou a faixa exclusiva de ônibus na Rua XV de Novembro e, através do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM), disponibilizou 694 painéis eletrônicos de informação (nos terminais e nas estações-tubo) ao usuário do transporte coletivo.