O presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, apresentou nesta sexta-feira (15) o programa de construção de casas populares para pescadores artesanais. Eles serão atendidos por meio do Programa Nacional de Habitação Rural, numa parceria entre o governo federal, estadual e municípios. A exposição aconteceu no Encontro Estadual da Pesca, em Curitiba.

Chaowiche explicou como será o atendimento aos pescadores artesanais e os benefícios oferecidos pelo governo do Paraná. “As regras são as mesmas já utilizadas para os pequenos agricultores. Os pescadores devem ter renda anual de até R$ 15 mil e pagam quatro parcelas anuais de R$ 285,00. A Cohapar elabora os projetos, faz o acompanhamento técnico e social e fiscaliza a execução das obras”, disse.

Em janeiro, foi assinado convênio com a Prefeitura de Guaraqueçaba e com o Ministério da Pesca e Aquicultura para a construção de 30 moradias para pescadores artesanais na cidade. O projeto será estendido gradativamente aos demais municípios do litoral e, numa segunda etapa, ao interior do Estado.

O superintendente do Ministério da Pesca e Aquicultura no Paraná, José Antônio Faria de Brito, disse que o Paraná está no caminho certo. “O governador Beto Richa iniciou o processo em Guaraqueçaba e tenho certeza que essa parceria vai se prolongar por muitos anos”, destacou.

O presidente da Confederação Nacional de Pescadores e Aquicultores, Abraão Lincoln Ferreira, elogiou a iniciativa do governo do Paraná na construção de casas para os pescadores. “É uma questão de justiça social, pois a nossa categoria ficou muito tempo esquecida”, disse “Esse programa para a construção de moradias mostra a preocupação do Paraná em atender estas pessoas e dá uma condição mais digna para continuarem produzindo o alimento que fará o Brasil crescer cada vez mais”, concluiu.

Representando os prefeitos do Paraná, Claudinei Benetti, de Pinhalão, afirmou que a Cohapar tem sido a grande parceira dos municípios. “A casa é a base de uma família. Hoje, o interior voltou a ser atrativo com todos os benefícios que o Governo do Estado está proporcionando”, disse.

O deputado estadual Edson Praczyk também participou do encontro e disse que o programa manterá os pescadores em seus locais de origem, produzindo ainda mais riquezas para o Estado.