Uma semana depois das explosões durante a Maratona de Boston, nos Estados Unidos, 50 dos mais de 180 feridos continuam hospitalizados. O Centro Médico de Boston informou hoje (22) que 11 deles estão em “estado crítico”. De acordo com um levantamento não oficial, 14 das vítimas das explosões sofreram amputações.

O ataque fez três mortos: Martin Richard, de 8 anos, Krystle Campbell, de 29 anos, e Lu Lingzi, de 23 anos. Krystle Campbell foi enterrada em Medford, sua cidade natal. As cerimônias em memória a Richard e Lingzi ocorrem hoje.

O governador do estado de Massachusetts, Deval Patrick, pediu aos cidadãos que fizessem hoje um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do duplo atentado no momento em que ocorreram 14:50 h (13h50 de Brasília).

Os ataques em Boston deixaram os Estados Unidos em alerta. Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, um dos suspeitos, está hospitalizado em Boston. O irmão mais velho dele e também suspeito do duplo atentado, Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, morreu durante um tiroteio com as forças de segurança na semana passada.