Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

atropelamento

Motorista do veículo parou para prestar socorro à vítima. Foto: DB/BandaB

Um pedestre foi atropelado ao lado do terminal de ônibus do bairro Santa Felicidade, em Curitiba, na noite desta terça-feira (2). Luiz Carlos de Paula ficou gravemente ferido e o motorista do veículo Vectra, com placas de Curitiba, parou para prestar socorro.

O acidente aconteceu na Via Veneto, por volta das 21 horas, no momento em que o homem tentava atravessar a pista. Luiz foi socorrido pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e encaminhado ao Hospital Evangélico com um ferimento grave na cabeça. O estado de saúde inspira cuidados, mas ele não corre risco de morte.

Logo após o acidente, testemunhas e moradores próximos ao local se reuniram para reclamar sobre a falta de segurança no trânsito. A moradora Elizete Ilnitski disse que, a cada dia, fica mais difícil atravessar a Via Veneto. “É muito perigoso, eu atravesso sempre e fico com medo. A gente que é novo tem dificuldade, imagina idosos ou mães com crianças”, alerta.

Para eles, a solução no local seria a implantação de uma travessia elevada para os pedestres. Na travessia elevada, os carros são obrigados a parar e dar preferência ao pedestre. Porém, pela cidade, nem sempre a lei é respeitada pelos condutores.

Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que a região é bem sinalizada, com semáforos entre os dois cruzamentos com a Via Vêneto, nas ruas Madre Cecília Merloni e Santa Bertila Boscardin. Os sinaleiros têm, inclusive, semáforo com porta-foco, para facilitar a travessia do pedestre. Nesses casos não há necessidade de instalação de travessia elevada.