Policiais militares que atuam no Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária estão participando até sexta-feira (1º) de um curso de nivelamento, como preparação para o início das aulas nas escolas paranaenses. O curso ocorre simultaneamente em Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel e Guarapuava e tem a participação de cerca de 450 militares.

O curso é uma capacitação para policiais que possuem formação especializada para atuar na Patrulha Escolar. “Estamos atualizando os conhecimentos necessários ao efetivo, na atividade da segurança pública, para padronização, e para uma atuação adequada nas escolas do Paraná”, ressaltou o major Gérson Buczenko, comandante do Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária.

O curso serve ainda para avaliar e planejar as ações do batalhão para 2013. Uma delas é a respeito do tema norteador dos trabalhos do batalhão que será “Pratique cortesia”. A proposta é estimular a comunidade escolar a pensar sobre a importância da civilidade nas relações pessoais. “O ser humano tem agido de forma mal educada uns com os outros. Nosso propósito agora é resgatar valores, como o civismo, que foi deixado de lado na correria do cotidiano”, disse o comandante.

O curso também promove a confraternização e a troca de experiências entre os participantes. Em Curitiba, diretores de escolas estaduais foram convidados a dar depoimentos sobre o trabalho de mediação de conflitos realizado pela Patrulha Escolar.

“O trabalho da Patrulha Escolar trouxe mais tranquilidade ao ambiente da escola. Há mais diálogo entre as pessoas. O número de chamadas diminuiu, porque passamos a trabalhar uma nova visão de segurança pública com a comunidade escolar”, explicou o diretor do Colégio Estadual Moradias Monteiro Lobato, Getúlio Torres Júnior.

PROERD – Durante o evento, o major Buczenko também destacou o Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd). Há 12 anos o programa desenvolve com alunos do 1º ao 5º anos do ensino fundamental, com uma metodologia própria voltada às crianças, ações para passar mensagem de valorização à vida e à importância de dizer não às drogas ilícitas. O Proerd já formou cerca de 1,1 milhão de estudantes nesse período.

BRIGADAS ESCOLARES – Durante o curso também está sendo debatido o programa Brigada Escolar — Defesa Civil na Escola. Para este ano, serão formados 4.050 brigadistas escolares na modalidade de ensino à distância e outros 3 mil na modalidade presencial em todo Paraná.

“Temos intenção de que as escolas entreguem as propostas dos planos de abandono até junho para aprovação”, explicou o capitão Emídio Angelotti, da Defesa Civil.

O programa é uma parceira entre Defesa Civil, Batalhão da Patrulha Escolar e Secretaria de Estado da Educação e serve para preparar a comunidade escolar para situações diversas de emergência ou risco, que podem acontecer no ambiente interno ou mesmo fora da escola.