Por Felipe Ribeiro

Performance intrigou curitibanos. (Foto: Janete Barreiro)

Performance intrigou curitibanos. (Foto: Alicia Barreiro)

Uma passeata de “estátuas vivas” intrigou curitibanos no começo da tarde desta sexta-feira (8) na Praça Osório, no Centro da capital. Sem saber do que se tratava, quem andava pelas ruas da região apenas observava, com olhar desconfiado, algumas pessoas pintadas de bege, cobertas com uma espécie de argila, e uma venda nos olhos, lembrando muito o símbolo da justiça.

Com o objetivo de interferir “poeticamente” no fluxo cotidiano da cidade, a apresentação é denominada como “Cegos” e faz parte do Palco Giratório, um evento cultural do Sesc Paraná que teve a sua abertura nesta sexta.

Segundo definição do próprio grupo que caminhou pelo Centro, a apresentação é uma obra aberta a diferentes leituras, mas todas relacionadas ao “fugir do cotidiano” e tirar o cérebro do piloto automático. A passeata é realizada pelo Desvio Coletivo, Laboratório de Praticas Performativas da Universidade de São Paulo (USP), e lança uma provocação sobre o aprisionamento da vida moderna. A caminhada atua na zona de fronteira entre o teatro, a performance, a dança e as artes visuais e tecnológicas.

“Cegos uma obra aberta a diferentes leituras: a redução da nossa existência à função produtiva e ao consumo, o excesso de trabalho, o aprisionamento e a petrificação da vida, a automatização do cotidiano, a degeneração ética que se alastra no atual estágio da sociedade”, diz o grupo em seu site oficial.

Há dois anos o grupo atravessa o ritmo de várias cidades no mundo com a performance urbana. A primeira edição ocorreu em 17 de outubro de 2012 na Avenida Paulista, em São Paulo. Em 2014, o grupo está presente na programação do circuito Palco Giratório, da Rede Sesc, em circulação por 23 Estados brasileiros.

Palco Giratório

Entre os dias 8 e 24 de agosto, o teatro brasileiro chega ao Paraná com a 17ª edição do Palco Giratório, projeto de circulação nacional do Sesc que leva espetáculos culturais para todas as regiões do país. A programação em Curitiba traz espetáculos de dança, teatro, circo, intervenções urbanas e performances. Ao todo, 10 importantes companhias, de nove estados integram a programação na capital, que ainda conta com 10 grupos paranaenses.

Além da programação em Curitiba mais 12 cidades irão receber grupos selecionados pelo Palco Giratório a partir de setembro. Paranaguá, Ponta Grossa, Guarapuava, Apucarana, Cascavel, Toledo, Umuarama, Ivaiporã, Paranavaí, Maringá, Londrina e Jacarezinho terão apresentações do projeto.