Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

Dezoito homens foram encaminhados ao 2º Distrito Policial, no bairro Água Verde, em Curitiba, por contravenção penal. Eles não pagaram a passagem pelo trajeto do micro-ônibus Alferes Poli e foram pegos em flagrante em uma operação do 12º Batalhão da Polícia Militar. A maioria era usuário de drogas e suspeitos de assaltos a passageiros da linha.

Várias denúncias anônimas alertaram à polícia que a linha Alferes Poli vinha sendo alvo de bandidos há meses. Eles entravam sem pagar e abordavam passageiros dentro do ônibus para assaltar ou furtar. Na manhã desta quarta-feira, policiais interceptaram o ônibus. O motorista confirmou que mais da metade dos passageiros não tinha pago a passagem.

Os ‘fura-catracas’ estavam com cachimbos para o uso de drogas no bolso e um foi detido com uma faca. Passageiros contaram que os rapazes são vistos diariamente assaltando passageiros de ônibus. Por dia, de acordo com a empresa responsável pela linha de ônibus, cerca de mil pessoas furam o bloqueio para não pagar passagem na linha Alferes Poli. O prejuízo chega a R$ 700 mil anual.

Eles foram encaminhados ao 2º DP pelo próprio motorista do micro-ônibus e assinarão Termo Circunstanciado (TC) por contravenção penal. Um deles tinha mandado de prisão em aberto pelo crime de receptação e ficou detido.