(Foto: Darrin Zamit-Lup/Reuters)

Os sequestradores que desviaram um avião líbio com 118 pessoas a bordo para a ilha de Malta sob ameaça de explodir a aeronave começam a libertar os reféns, informam as autoridades do país. Após tensas negociações, ao menos 65 passageiros deixaram o avião.

Autoridades do aeroporto disseram que o Airbus A320 da Afriqiyah Airways partiu de Sabha e tinha como destino Trípoli. O premiê de Malta, Joseph Muskat, afirmou que havia 111 passageiros a bordo, 82 homens, 28 mulheres e uma criança.

Segundo a Afriqiyah Airways, os sequestradores se mostraram dispostos a libertar os passageiros, mas disseram que manterão o piloto refém. Ainda não estão claros os motivos do sequestro, nem as demandas dos sequestradores.

A televisão estatal TVM disse que os dois sequestradores a bordo tinham granadas e ameaçavam detoná-las. Todos os voos para o Aeroporto Internacional de Malta foram desviados. Equipes de emergência foram enviadas ao local. Fonte: Associated Press.