A secretarias estadual do Trabalho, Família e Desenvolvimento Social, a Secretaria municipal do Trabalho e as instituições ofertantes dos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) modalidade Brasil sem Miséria vão criar um comitê de educação profissional para ampliar a oferta de cursos no estado. Este ano, a previsão é de abrir mais de 25 mil vagas para cursos de qualificação.

O secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, explica que os desafios são grandes e destaca a dificuldade de trazer para a sala de aula trabalhadores que estão em situação de pobreza para fazer um curso de qualificação profissional. “Nossos esforços continuam concentrados para que mais trabalhadores, principalmente aqueles com baixa escolaridade e renda, consigam sua autonomia profissional e econômica, porém, é necessário diminuirmos a burocracia e as dificuldades na execução desse programa”, disse.

Romanelli acrescentou que o Paraná mantém uma economia bastante aquecida e o reflexo desse desenvolvimento contínuo é a geração de empregos. “Somente na Agência do Trabalhador de Curitiba são mais de seis mil vagas de trabalho, no estado esse número ultrapassa 20 mil. Os trabalhadores que hoje estão na extrema pobreza e que muitas vezes trabalham na informalidade precisam de ajuda do poder público para garantir sua autonomia”, explicou.

O diretor de Inclusão Produtiva Urbana da Secretaria Extraordinária de Superação da Extrema Pobreza do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Luiz Muller, disse que a inclusão social é atualmente a estratégia para ajudar as pessoas em situação de extrema pobreza a deixarem a miséria. “Os estados e municípios desempenham papel fundamental na formulação de estratégias para garantir a inclusão dessa população no mundo do trabalho e eliminar a extrema pobreza no Brasil, e é isso que estamos discutindo aqui no Paraná. Qualificar essas pessoas é o nosso grande desafio”, destacou.

Ainda de acordo com Muller, o Paraná deverá ampliar o número de beneficiários matriculados em cursos de capacitação em 2013 e ampliar o número de vagas em cursos em áreas de grande demanda, como a construção civil.

PROGRAMA – O Pronatec Brasil Sem Miséria dispõe de um conjunto de programas e ações de incremento da formação técnica e profissional das pessoas em situação de vulnerabilidade social que estejam inscritas ou em processo de inclusão no Cadastro Único para programas sociais do governo Federal.