Agência Estadual de Notícias

O secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, reuniu lideranças de trabalhadores da região de Guarapuava, Pitanga e União da Vitória e agentes de qualificação profissional na instalação do Fórum Regional de Apoio à Formação e Qualificação Profissional, nesta sexta-feira (12), em Guarapuava. Em conjunto, foram discutidas questões referentes à qualificação profissional, carência de mão de obra e oportunidades de cursos para os trabalhadores dos municípios paranaenses.

“Com a instalação deste fórum, queremos apresentar aos municípios esta proposta importante, que é de ofertar cursos profissionalizantes para que os trabalhadores estejam preparados para ocupar as milhares de vagas de emprego disponíveis hoje em todo o Estado”, disse Romanelli. Somente em 2012, o Paraná registrou a criação de 214 mil novos empregos com carteira assinada.

Uma das oportunidades de qualificação é o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que oferta cursos à população paranaense pelo Governo do Estado e parceiros, como as instituições do Sistema S (Senai, Senac e Senat) e o Instituto Federal do Paraná.

O prefeito Cesar Silvestre Filho, de Guarapuava, comentou que programas de qualificação profissional são fundamentais para o crescimentos dos municípios. “Por meio da qualificação profissional, o cidadão acaba precisado menos de programas sociais, pois, uma vez qualificado e empregado, ele será capaz de gerir o seu sustento e o da sua família”, considera.

O gerente regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Marco Antônio Areias Secco, ressaltou que milhares de cursos profissionalizantes em diversas áreas estão disponíveis aos municípios, aguardando apenas a adesão dos prefeitos para que sejam efetivamente instalados.

A gerente executiva do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Marta Gavanski Harmatiuka, explicou que a qualificação profissional promove transformação nos municípios, porque gera emprego e renda, qualidade de vida e inclusão social. “O Senac tem uma rede nacional de ensino à distância, inclusive com cursos de graduação e pós-graduação. Já na área de qualificação profissional, muitos cursos são ofertados gratuitamente aos municípios paranaenses, que têm a oportunidade de vencer os desafios da falta de qualificação profissional”.

Durante a reunião de instalação do fórum, o Romanelli também fez a distribuição de novos equipamentos de informática aos ERs e Agências do Trabalhador das regionais de Guarapuava, Pitanga e União da Vitória.

Participaram do encontro mais de 250 pessoas, entre elas agentes de qualificação profissional do Sistema Nacional de Aprendizagem; IFPR; das secretarias de Estado da Educação, do Trabalho, da Família e Desenvolvimento Social e do Turismo; o presidente da Amocentro e prefeito de Turvo, Antonio Marcos Seguro, e o presidente da Fiep, Edson Campagnolo.

QUALIFICAÇÃO — O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) oferta uma grande variedade de cursos profissionalizantes, que são levados à população paranaense pelo Governo do Estado e parceiros como as instituições do Sistema S (Senai, Senac e Senat) e o Instituto Federal do Paraná. O salário do trabalhador com curso técnico é 24 % maior.

Para conhecer mais sobre o programa e de como aderir ao programa, basta acessar o portal:www.pronatecparana.pr.gov.br.