O Paraná atingiu a meta de vacinação contra a gripe. Na tarde desta sexta-feira (3) foi alcançado o número de 1,7 milhões de pessoas imunizadas, o que representa 80% do público alvo da campanha nacional. A vacinação, que começou há 19 dias, segue até a próxima sexta-feira (10) em todas as 2,5 mil unidades básicas de saúde do Estado.

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, comemorou a marca alcançada e agradeceu o empenho dos cerca de 20 mil profissionais integrados na campanha nos 399 municípios paranaenses. “Já atingiram a meta de 80% do público alvo 254 cidades. Agora vamos intensificar o trabalho nas outras 145 que estão com baixas coberturas vacinais”, explicou.

Caputo Neto também destacou que cerca de 800 mil paranaenses com direito à vacina ainda não buscaram a imunização, incluindo doentes crônicos que não fazem parte da meta do Ministério da Saúde. “Os grupos das gestantes e dos trabalhadores de saúde estão com índices aquém do esperado. É importante ressaltar que a vacina é segura e gratuita no SUS para esses grupos”, alertou o secretário. Até agora apenas 77 mil gestantes foram imunizadas, 67% do público estimado para o Paraná.

VÍRUS – A vacina disponível na rede pública de saúde protege contra os três tipos de vírus da gripe mais circulantes no Brasil: Influenza A (H3N2), Influenza A (H1N1) e influenza tipo B.

Com a chegada das temperaturas mais frias, a tendência é que a circulação dos vírus se intensifique na Região Sul e o risco de infecção seja maior. Somente neste ano já foram identificados 52 casos de gripe no Estado. A maioria foi de Influenza A (H3N2), com 25 ocorrências.

PREVENÇÃO – Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, além da vacina, outra forma bastante eficaz de se proteger contra a gripe é a higiene das mãos. “Lavar as mãos constantemente protege contra a gripe e outras doenças”, orientou. Manter os ambientes bem arejados e com as superfícies sempre limpas ajuda a evitar a transmissão da doença.

Outra estratégia importante para evitar casos graves e mortes pela doença é o tratamento precoce. A Secretaria da Saúde recomenda que pessoas que apresentarem sintomas de gripe procurem imediatamente um serviço de saúde. Os profissionais de saúde do Paraná estão orientados a tratar os casos suspeitos de síndrome gripal com o antiviral oseltamivir, eficaz, principalmente se administrado nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas.