Por Denise Mello e Antonio Nascimento

pai matou filhaMarco Antonio leal foi preso em flagrante e confessou que matou a filha para se vingar da mãe – Foto: Antonio Nascimento/Banda B

Um crime bárbaro foi registrado no fim da tarde desta terça-feira (28) em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. Um pai matou a própria filha de 2 anos com um tiro na cabeça, lançou o corpo em uma ribanceira e, ao ser preso, confessou que fez isso só para se vingar da mãe da criança, que ameaçava se separar dele. O homem cometeu o crime durante um passeio e atirou na filha na frente dos outros dois filhos, de 7 e 5 anos.

O crime aconteceu às 17 horas no bairro Roça Grande, em Piraquara. Segundo a polícia, o eletricista Marco Antonio Vieira Leal, de 36 anos, levou os três filhos, de 7, 5 e 2 anos para um banho de cachoeira na região da serra do Mar. Passou o dia com as crianças e, na volta, pediu para que os dois filhos mais velhos caminhassem um pouco à frente e ficou com a mais nova, Vitoria Emanuelle. Segundo o relato das crianças, Leal simplesmente pegou o revólver e atirou na cabeça da pequena Vitoria que, provavelmente, morreu na hora. Em seguida, jogou o corpo da filha em uma ribanceira e ameaçou os outros dois dizendo que iria acontecer o mesmo com eles se falassem para alguém.

O eletricista foi embora e deixou os filhos no local. As crianças conseguiram carona para voltar e contaram tudo para os avós, que acionaram a Polícia Militar. Os policiais foram até a casa de Leal. Lá, com uma frieza impressionante, confessou o crime e disse que fez isso para se vingar da esposa, que queria deixá-lo. O homem levou os policiais até o local onde havia jogado o corpo da filha. Segundo a PM, o local é de difícil acesso e o corpo só foi recolhido durante a madrugada e encaminhado ao Instituto Médico Legal.

Marco Antonio Leal foi preso  em flagrante e autuado por homicídio. Ele está recolhido na Delegacia de Piraquara.