Para o especialista em trânsito, Celso Mariano, que já fez parte da Secretaria Municipal de Trânsito de Curitiba e é diretor do Portal do Trânsito, um adolescente de 16 anos não tem maturidade suficiente para dirigir um carro. Ele deu esta declaração, ao jornalista Adilson Arantes durante o Banda B entrevista desta quarta-feira (20), ao ser questionado se é favor ou contra ao projeto de lei do deputado federal Roberto Britto (PP-BA), que quer permitir a concessão de Carteira Nacional de Habilitação Especial (CNH) a menores de 16 anos, desde que o responsável legal se comprometa com as atitudes dos condutores.

Para dirigir com esta idade, o adolescente, de acordo com o projeto, terá que estar cursando o ensino médio e a CNH será limitada a veículos de passeios em áreas urbanas. De acordo com Mariano, estas restrições não validam o projeto. “Eu temo muito, porque não falta habilidade a eles, mas maturidade. Temos várias linhas que apontam dificuldades aos adolescentes, porque eles tendem a ser menos responsáveis, não gostam de seguir ordens. Isto acontece nos Estados Unidos, onde em alguns estados os menores de 18 dirigem”, opinou.

Outra questão abordada pelo especialista é que o Governo Federal terá dificuldades para fiscalizar a divisão de responsabilidade. “Hoje já temos dificuldade nas fiscalizações, imagine então com esta nova determinação. É praticamente impossível fazer uma lei que rateia esta responsabilidade entre o adolescente e o pai. Acho difícil este projeto passar na câmara e volto a frisar: é uma questão de maturidade e não de habilidade”, destacou Mariano.

O projeto ainda será analisado na Câmara Federal pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, para posteriormente serem levadas para votação no Plenário.