Por Luiz Henrique de Oliveira e Denise Mello

Motoristas de táxis de três associações – Sereia, Capital e Curitiba – uniram forças para criar uma ‘mega central’ nestes primeiros meses de 2017. A intenção é cortar os custos para os condutores e, com isso, trazer vantagens aos usuários, especialmente na forma de desconto, que podem chegar a até 40%. A mudança é motivada pela proliferação de aplicativos como UBER, que oferecem um serviço com preço mais acessível.

Com a criança da nova central, mais de mil motoristas estarão à disposição dos clientes, 1/3 do total da frota. Tudo isso deve começar na segunda quinzena de março, já que houve a aprovação dos conselhos deliberativos das três centrais. Antes, porém, passará por uma assembleia com os taxistas.

(Foto: SMCS)

Segundo Sidney Luiz Zanella Junior, presidente da Rádio Táxi Curitiba, a perspectiva é de dar desconto de até 40% aos clientes.

A intenção é dar mais agilidade para o cliente, baixando o custo do motorista e também do cliente. Baixando o custo do motorista, é possível dar descontos ao cliente, para que possamos lutar contra os concorrentes, que são estes aplicativos que aqui estão e outros que virão. Acreditamos que em março será possível fazer isso”, descreveu.

Ainda de acordo com Zanella, a intenção é aumentar a qualidade do serviço. “Queremos trabalhar na qualidade dos motoristas, passando por treinamentos, bem como dos veículos também. Além de preço mais barato, queremos qualidade no serviço”, disse.

Por fim, o presidente disse que os taxistas têm do prefeito Rafael Greca (PMN) a palavra de que o UBER será regulamentado. “Greca nos passou que vai regulamentar e, para nós, isso é a melhor opção, porque teremos um concorrente que vai passar pelo mesmo que passamos, com relação à fiscalização, número de carros e tudo mais. Hoje, ninguém controla os motoristas do UBER”, lamentou.

Nos próximos dias, as três centrais deverão marcar uma coletiva de imprensa para explicar a novidade.