A escolha do papa Francisco para comandar a igreja católica tem uma aprovação de 74% dos brasileiros, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha. A eleição de Jorge Mario Bergoglio foi considerada ótima ou boa por dois terços das pessoas ouvidas, enquanto 9% consideraram regular e só 2% dos entrevistados a acharam ruim ou péssima.

A pesquisa de alcance nacional foi feita pelo Datafolha em 20 e 21 de março, uma semana depois do conclave que elegeu o papa Francisco. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais.

Dos 2.653 entrevistados pelo Datafolha em 166 municípios, a maioria, 58%, definiu-se como católica, número próximo dos últimos dados do IBGE, de 2010, segundo os quais 64,6% da população brasileira professa o catolicismo. O levantamento também mostrou em que medida boa parte dos brasileiros -incluindo os que se dizem católicos- discorda de uma série de posições tradicionais da igreja.

A divergência mais acentuada diz respeito ao uso de métodos artificiais para evitar a concepção. Para 83% dos entrevistados, o papa Francisco deveria orientar a igreja a se posicionar a favor do uso de preservativos; 77% defendem que faça o mesmo em relação à pílula anticoncepcional.

A reportagem completa pode ser conferida clicando aqui.