Da Reuters

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

O papa Francisco, que se comprometeu a reformar a Igreja Católica, tornando-a mais despojada e simples, revelou que, quando era criança, queria ser açougueiro. Ele fez o comentário em uma entrevista ao Straatnieuws, um jornal holandês escrito e dedicado a moradores de rua.

Indagado se já sonhava em se tornar papa quando era jovem, Francisco lembrou que ia às compras em um mercado local com sua mãe e sua avó com frequência. “Vou contar um segredo a vocês”, disse. “Eu era bem pequeno. Tinha 4 anos. Uma vez me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse e eu respondi: ‘açougueiro’”.

Desde sua eleição em 2013 como primeiro papa não-europeu em 1.300 anos, Francisco enfatizou que quer uma igreja que seja pobre e para os pobres.

Ele exortou os líderes católicos a viver vidas mais simples e deu o exemplo trocando os espaçosos apartamentos papais por uma pequena suíte na casa de hóspedes do Vaticano.

Francisco afirmou ao jornal que não teria conseguido morar nos apartamentos papais, que ele disse serem grandes, mas não luxuosos, “simplesmente por razões mentais”.

“Significaria ficar isolado… este lugar me faz bem porque me sinto livre”, afirmou, acrescentando que seu estilo de vida atual faz o Vaticano se parecer “menos com uma gaiola dourada”.

“Sinto falta das ruas”, confessou ele aos entrevistadores, mas declinou seu convite para sair do Vaticano e comer uma pizza – algo que, em uma entrevista anterior, ele admitiu sentir saudade de poder fazer.