estadao_conteudo_cor-13-6

O motoboy Carlos Ti On Martins Kon, de 41 anos, matou o filho e cometeu suicídio na manhã desta segunda-feira, 29, no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, zona norte de São Paulo, segundo a polícia. Kon abraçou o filho, Bryan, de 4 anos, e se jogou do alto do prédio. Os corpos foram encontrados no saguão no prédio por volta das 10h50.

saopaulo

Reprodução Google Street View

Kon tinha um bilhete no bolso com número de telefone de familiares e a informação de que a criança era filho dele. O bilhete também dizia: “às vezes tem um suicida na sua frente e você não vê”. O motoboy ainda teria ligado para uma amiga se despedindo e avisando que se mataria.

Kon sofreu uma fratura no braço direito e o braço esquerdo foi amputado. A criança teve fratura craniana. Os dois morreram na hora.

Aos policiais, os irmãos de Kon disseram que ele estava desempregado e passava por problemas financeiros, mas era muito apegado ao filho. Bryan é fruto do segundo casamento de Kon. O motoboy tinha uma relação conturbada com a ex-mulher, segundo os familiares.

Kon não tinha audiência no Fórum Trabalhista nesta segunda, o que faz a polícia acreditar que o homicídio e suicídio foram premeditados. O caso é investigado pelo 23º DP (Perdizes). O expediente do tribunal foi suspenso e só será retomado nesta terça.