Do Extra

(Foto: Reprodução Facebook)

O caso de um padrasto acusado de matar a enteada de 2 anos deixou a Polônia em choque na manhã desta segunda-feira. A criança, jogada na direção de uma porta na casa onde vive com a mãe, o padrasto e os irmãos na cidade de Pila, no Centro-Oeste do país, ficou com ferimentos no crânio e no cérebro. Szymon Brzozowski, de 24 anos, empurrou a pequena Lilka depois de uma derrota em um jogo de computador.

A morte da criança ocorreu durante uma cirurgia três dias após a agressão, conforme informou o jornal britânico “The Mirror”. Lilka não perdeu a consciência na hora, e foi levada para o hospital apenas dois dias depois. Segundo a mãe, Angelika Brzozowski, de 24 anos, a filha havia perdido o apetitie.

No entanto, Angelika não contou de imediato como a filha conseguiu os machucados. A promotoria afirmou que foram encontrados ferimentos no crânio e no cérebro da criança.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.