Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

O operário Gilson Soares, de 46 anos, morreu na hora depois de sofrer uma queda de 10 metros na obra em que trabalhava na Rua Conselheiro Laurindo com a Avenida Sete de Setembro, no Centro de Curitiba, durante o início da tarde desta sexta-feira (28). A informação apurada pela Banda B é que o trabalhador caiu sobre o teto do plantão de vendas depois de sofrer uma queda de mais de dez metros.

CONSTRUÇÃO FORA

No local da ocorrência (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

No local da ocorrência, a  Banda B tentou contato com os responsáveis pela obra, que é de um prédio residencial, mas ninguém atendeu a reportagem. A informação não oficial é de que o trabalhador não teria prendido corretamente um equipamento de segurança na cadeira que usava.

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil (Sintracon), Laureno Grunevald, que estava no local da ocorrência, falou o que conseguiu apurar com os trabalhadores. “Falaram que ele estava mexendo com uns equipamentos e caiu sobre o escritório do plantão. Estamos aqui para prestar apoio ao trabalhador, mas está difícil, já que a empresa fechou as portas da obra e não nos atendeu”, disse.

O corpo do operário foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).

Construtora

Por meio de nota construtora Thá, responsável pela obra, falou sobre o caso:

“O Grupo Thá se solidariza com os familiares da vítima e esclarece que prestará toda a assistência devida, mesmo o operário sendo contratado por uma empresa prestadora de serviços. A Thá Engenharia lamenta o ocorrido e assegura que averiguará junto aos órgãos competentes a causa do acidente. A empresa esclarece que segue todas as normas exigidas pelo Ministério do Trabalho e que até o presente momento foi constatado que os procedimentos de segurança foram adotados”.