Da Redação

Uma operação tartaruga realizada pelos funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços ao Aeroporto Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba, causou tumulto no saguão da embarque na manhã desta terça-feira (13). Os passageiros precisaram enfrentar filas para ter acesso ao voo. Os manifestantes são os responsáveis pelo setor de Raio-X do terminal.

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de salários atrasados e o problema só foi resolvido às 9h, quando funcionários de outros setores foram chamados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

A empresa responsável pelo pagamento aos funcionários não se pronunciou sobre o caso. Por sua vez, a Infraero afirmou que o problema acontece por uma decisão judicial que impede repasses à terceirizada.