A Polícia Civil desencadeou nesta quarta-feira (27/03) mais uma etapa da Operação Liberdade, em todo o Paraná. Quatrocentas e quinze pessoas foram presas. Destas, 194 são suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas e os demais por outros crimes. Foram apreendidos 49 armas de fogo, 59 quilos de maconha, 13 quilos de cocaína e 2,8 quilos de crack.
A Operação teve a participação de 374 policiais civis da Divisão Policial do Interior (DPI) e da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), além do apoio de policiais militares. “Esta nova etapa da Operação Liberdade demonstra uma Polícia Civil atuante que, em parceria com a Polícia Militar, identificou e tirou das ruas diversos traficantes”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública, Cid Vasques.
“É um golpe muito forte contra os marginais de todo o Estado”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius da Costa Michelotto. Segundo o delegado-titular da DPI, Julio Reis, operações como esta que vem sendo feitas desde o início do Programa Paraná Seguro, e têm atingido resultados progressivos. “Eles estão crescendo não só em quantidade, mas principalmente na qualidade das investigações”, disse.
O delegado titular da Denarc, Riad Farhat, disse que as prisões dos pequenos traficantes ajudam em muito no combate aos crimes contra a vida, que são prioridade para o Departamento da Polícia Civil. “Prendendo os pequenos traficantes, estamos evitando que homicídios, comuns nesse meio, aconteçam. Geralmente esses homicídios ocorrem quando há disputa por pontos de drogas e quando há dívidas do usuário”.
TERCEIRA ESTADUAL – Envolvendo todo o Estado, já foram realizadas duas etapas da operação. A primeira delas em 31 de agosto de 2011 prendeu 251 pessoas, além da apreensão de 250 quilos de maconha, 30 quilos de crack, armas e munições. No dia 31 de maio do ano passado, outra etapa estadual da Operação Liberdade prendeu 346 pessoas. Houve apreensão de 298 quilos de drogas e 46 armas.