O secretário estadual de Defesa Civil, Sérgio Simões, confirmou há pouco que entre os sete mortos na queda de um micro-ônibus no viaduto Brigadeiro Trompovski, na saída da Avenida Brasil, altura da Ilha do Governador, há cinco homens e duas mulheres.

Reprodução/TV Globo

O secretário disse que os 15 feridos no acidente foram levados de helicóptero para o Hospital Federal de Bonsucesso, que fica mais perto, além dos hospitais Souza Aguiar, na área central da cidade; Getúlio Vargas, na Penha; e de Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Sérgio Simões disse que 50 homens de cinco quartéis do Corpo de Bombeiros trabalham no socorro às vítimas. Ele disse que técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego farão a retirada do micro-ônibus. O veículo está virado na pista lateral, em direção ao centro da cidade.

Na pista em sentido contrário, o movimento é lento porque muita gente deixou o trabalho e utiliza a Avenida Brasil para retornar para casa. Os motoristas reduzem a velocidade para ver o que aconteceu e acabam prejudicando o trânsito. Há mais de quatro quilômetros de engarrafamento.

O micro-ônibus da linha 328 (Castelo-Bananal) deixou a Ilha do Governador por volta das 16h30. Pouco quilômetros depois ocorreu o acidente, quando o motorista perdeu o controle da direção e o micro-ônibus virou, caindo com o teto no asfalto.