Por Luiz Henrique de Oliveira e Denise Mello

Afastado das ruas de Curitiba nos últimos meses devido a problemas de saúde, Nelson Rebelo, o Oil Man, prepara-se para uma volta triunfal. Além de novamente usar a sua famosa sunga e desfilar com óleo pelo corpo em sua bicicleta, o personagem da capital promete atualizar o guarda-roupa e usar terno e gravata. Engana-se quem pensa que ele quer se tornar um personagem da vida noturna curitibana, digno de colunistas sociais, o que Rebelo quer é se tornar um representante do povo paranaense.

OILMANdentro

(Foto: Reprodução Facebook)

Na noite desta segunda-feira (2), o Oil Man se filiou ao Partido Social Democrático (PSD) e, embora em um primeiro momento tenha negado, logo em seguida, em entrevista à Banda B nesta terça-feira (3), confirmou que pretende se candidatar a deputado estadual. “Já vi que lá (na Assembleia) tem um bicicletário para eu colocar meu veículo. Pelo regimento da casa terei que usar terno e gravata, mas isto não é problema. Quando tiver de folga coloco de novo a minha sunga”, garantiu.

O personagem de Curitiba chegou a ser filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), mas saiu por problemas internos. “Minha linha de pensamento era diferente. Agora estou no PSD e sei que tenho o apoio do deputado-federal Ney Leprevost, que pensa como eu, com atitudes voltadas ao esporte e a biologia”, disse Rebelo, que é formado em Biologia e que, segundo o próprio, não cairia de paraquedas na Assembleia Legislativa.

Por fim, o presidente da Sociedade dos Homens Óleos, grupo que ele mesmo criou e nomeou, caracterizado pelo uso de óleo, sunga e bicicleta, afirmou que não irá abandonar o que lhe deu ‘fama’. “Meus passeios de bicicleta e sunga vão continuar. O terno será só na hora de fazer meu trabalho de deputado”, concluiu.