O chefe da Agência de Inteligência do Exército, major Márcio Dantas Avelino Leite, visitou na quarta-feira (3) o Centro de Controle Operacional (CCO) da Sanepar, como parte dos preparativos de segurança para a Copa do Mundo. O sistema informatizado fornece informações, em tempo real, sobre as condições do abastecimento em Curitiba e região metropolitana. “Qualquer interferência é imediatamente detectada. O próprio sistema aciona as medidas corretivas e as equipes de campo”, explica o coordenador do CCO, Fabio Basso.

Durante a Copa de 2014, uma equipe do Ministério da Defesa estará de prontidão para agir, em cada cidade sede de jogos, se houver riscos à segurança por ataque com agentes químicos, bacteriológicos radiológicos, nucleares e também por terrorismo. O Ministério já está realizando os levantamentos em diversas áreas, como energia, transporte público, saúde e abastecimento com água tratada.

UNIDADES – A Agência de Inteligência está levantando as informações sobre a estrutura de cada uma das unidades estratégicas da Sanepar em Curitiba. Entre os materiais disponíveis estão plantas industriais, mapas e informações sobre processos vinculados à captação, tratamento, reservação e distribuição de água tratada. Em breve, as tropas que vão atuar durante a Copa em Curitiba farão exercícios de reconhecimento nas unidades. Em Curitiba, considerando apenas as unidades principais, são quatro captações, quatro estações de tratamento de água e 55 reservatórios. As redes de água em operação totalizam 7.083.698 metros.

“A Sanepar é de grande relevância para a cidade. Estamos estabelecendo a parceria com a empresa dentro do papel do Ministério da Defesa, que é garantir a coalizão de forças para o sucesso da Copa de 2014. Estamos somando as expertises e o planejamento para manter a normalidade dos serviços para a população”, adianta o major Márcio Dantas.