Por Luiz Henrique de Oliveira e Marco Piza

uberaba12092013dentro2

“Virou um mocó de drogas” (Foto: Marco Piza – Banda B)

“O CEL virou um inferno. Para bom entendedor esta alusão basta”. É desta forma que os moradores da Rua Francisco Castelano esquina com a Frei Francisco Montalverne, no bairro Jardim das Américas, resumem a situação vivida na obra, orçada em R$ 985 mil, que deveria erguer o Centro de Esporte e Lazer (CEL) da região do Uberaba.

Em entrevista à Banda B, nesta quinta-feira (12), o ouvinte José Carlos Mendes, que participou do quadro “A Banda B vai até você”, explicou os motivos da alusão à ‘moradia do kapiroto’. “Estão usando como um mocó de drogas o que deveria ser apto para a prática do esporte. Era um pedido nosso feito já à gestão anterior que virou uma dor de cabeça”, disse.

uberaba12092013dentro1

Obras estão paradas há sete meses pelo menos (Foto: Marco Piza – Banda B)

Mendes explicou também desde quando acontece o problema. “Este CEL é uma reivindicação antiga. Depois de um imbróglio a obra começou e de repente parou. Está tudo parado há sete meses. Não temos nenhuma resposta oficial e é isto que buscamos”, descreveu.

A Banda B fotografou o local para comprovar a reivindicação dos moradores e entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura, que respondeu por meio de nota:

“A Prefeitura de Curitiba informa que a obra do Centro de Esporte e Lazer do Jardim das Américas está parada porque a empresa que estava executando o projeto rescindiu o contrato por falta de pagamento no final do ano passado. Com 40% da obra pronta, as Secretarias de Obras e de Esporte, Lazer e Juventude trabalham para fazer o levantamento do que ainda precisa ser feito para realização de nova licitação e retomada dos trabalhos. A Prefeitura também prepara para o mesmo terreno um projeto de um novo equipamento de saúde para a região”.