Da Redação

Após nova mesa de negociação ocorrida no sábado (24), o Comando Nacional dos Bancários orientou a categoria a encerrar a greve que completa hoje 21 dis. De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), além dos reajustes de 10% para os salários, para a Participação nos Lucros e Resultado (PLR) e para o piso, os banqueiros aceitaram abonar 63% das horas dos trabalhadores de 6 horas e 72% para os trabalhadores de 8 horas. Com isso, assembleias vão acontecer em todo o país nesta segunda-feira (26) e a tendência é que amanhã os bancos reabram.

grevebancarios

Foto: Divulgação

Em Curitiba, a assembleia para decidir o fim da greve vai acontecer no fim da tarde desta segunda, às 18h, no Espaço Cultural e Esportivo dos Bancários(Rua Piquiri, Rebouças). Também serão analisadas propostas específicas para os trabalhadores do Banco do Brasil e da Caixa.

Segundo a Contraf, a nova proposta significa a manutenção do modelo que vinha sendo colocado em prática nos últimos anos, de reposição integral da inflação mais aumento real e abono parcial dos dias parados.

“Os banqueiros tentaram impor uma derrota a categoria, inicialmente com um reajuste abaixo da inflação. A greve reverteu essa tentativa. Depois, a Fenaban queria, para punir os grevistas, o pagamento ou a compensação total das horas. Mais uma derrota para os bancos. Foi uma surpreendente vitória da unidade e da determinação da nossa categoria. Sem a forte greve que fizemos não teria sido possível”, comemorou Roberto von der Osten, presidente da Contraf e um dos coordenadores do Comando Nacional.