Da Redação

No nono dia da greve dos bancários, registrado nesta quarta-feira (14), subiu para 281 o número de agências fechadas em Curitiba e na região metropolitana. Segundo o sindicato da categoria, 11 centros administrativos também aderiram à paralisação e, no total, 13,4 mil trabalhadores estão de braços cruzados.

em-greve

(Foto: Joka Madruga/SEEB Curitiba)

A greve, de acordo com o sindicato, foi ampliada em alguns bairros da capital paranaense. Além do Centro, agências de bancos privados da região da rodoferroviária, Água Verde, Mercês e Vila Hauer estão com atendimento restrito aos caixas eletrônicos. Em São José dos Pinhais, onde a greve se restringia aos bancos públicos, as agências dos privados não abriram nesta manhã.

Entre as reivindicações, os bancários pedem reajuste de 16% nos salários (reposição da inflação mais aumento real de 5,7%), mais contratações e fim das dispensas sem motivo. Durante as negociações, os empresários ofereceram 5,5% de reajuste salarial, que foi recusado pela categoria.

Notícia relacionada

Após feriado, sindicato diz que 70% dos bancários estão paralisados em Curitiba e região