Os primeiros municípios beneficiados pelo Programa Caminho das Pedras, do Governo do Estado, já começam a receber recursos, a fundo perdido, para pavimentar estradas rurais com pedras irregulares (pavimentação poliédrica). O governador Beto Richa autorizou o repasse de R$ 4 milhões para municípios da região Oeste. Mais de 1.600 famílias se beneficiarão da nova estrada, que também vai melhorar o escoamento da produção agrícola e transporte escolar.

O programa para melhorar a trafegabilidade de estradas rurais é executado pelas secretarias de Estado da Infraestrutura e Logística e da Agricultura e Abastecimento e tem contrapartida das prefeituras. Ao todo são R$ 114,2 milhões para este tipo de obra. Do restante, R$ 6 milhões são para a construção de pontes de concreto e outros R$ 8 milhões na compra de diesel para abastecer o maquinário a ser utilizado pelos municípios para a melhora de estradas.

“O Paraná possui muitas estradas rurais nas quais transitam caminhões, ônibus escolares e veículos de vários portes usados pela população. Damos mais qualidade de vida e segurança a essa gente, esquecida por governos anteriores”, disse o governador Beto Richa. Os municípios atendidos são Anahy, Boa Esperança, Cascavel, Goioerê, Rancho Alegre D’Oeste e Ribeirão Claro.

LIGAÇÃO – O município de Anahy receberá R$ 140 mil para pavimentar com pedras irregulares a estrada que liga o distrito de Boa Vista à cidade. “Ficamos muito agradecidos ao governador Beto Richa por ter nos atendido nessa reivindicação. Essa é a principal comunidade do município, que espera por essa obra há 14 anos”, contou o prefeito de Anahy, Joacir Antônio Lazzaretti.

A Comunidade Boa Vista concentra a grande produção agrícola do município. Ali passam diariamente caminhões, tratores, ônibus escolares, veículos de saúde, além das pessoas que se deslocam até a cidade. Com a obra, o trânsito mais seguro será garantido mesmo em dias de chuva. A prefeitura dará R$ 8 mil de contrapartida para o serviço.

Boa Esperança recebeu R$ 780 mil para calçar a estrada até o distrito de Paranaguaçu. São cerca de 42 mil metros quadrados de pavimentação poliédrica. “Richa salda uma dívida que vários governantes tinham assumido com o distrito. Durante a campanha, o governador Beto Richa viu a seriedade do problema e assumiu essa responsabilidade, e agora honra o compromisso feito”, ressaltou o prefeito Claudio Gabardo.

Gabardo contou que pela falta de revestimento naquela estrada de chão, houve queda de praticamente 50% na população de Paranaguaçu, nos últimos 15 anos. O prefeito estima que 200 famílias sejam beneficiadas diretamente com a obra. Ele também espera que o distrito cresça novamente. “Ali há um potencial agrícola muito forte”, destacou. O município dará, como contrapartida, R$ 312 mil.

LOCOMOÇÃO – A cidade de Cascavel receberá aproximadamente R$ 670 mil para pavimentar a Estrada Cachoeira Alta, no distrito de São João, uma antiga reivindicação da comunidade local, que sofre pelas más condições da principal via de locomoção até a cidade. O município dará contrapartida de R$ 35 mil.

Em Goioerê, os R$ 852 mil serão usados para pavimentação de 32 mil metros quadrados na estrada que liga a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e o Bairro Duas Pontes. De acordo com o prefeito Luiz Roberto Costa, serão beneficiadas mais de 200 famílias de cinco bairros, que usam a estrada. O município dará R$ 44 mil de contrapartida.

“A obra vai beneficiar principalmente os pequenos agricultores da bacia leiteira e estudantes que usam os ônibus escolares. Quando chove muito não há condições de levar ou buscar as crianças nas suas casas”, ressaltou. As famílias locais vivem principalmente da agricultura e avicultura. “É uma grande conquista para eles que esperam a vida toda por isso”, disse Costa.

PRODUÇÃO – Rancho Alegre D’Oeste vai receber R$ 150 mil a fundo perdido. O recurso será para pavimentação de 8,4 mil metros quadrados no trecho que liga a PR 472 ao aterro sanitário municipal. “A pavimentação favorece o acesso às cooperativas Coamo e Integrada. Vai atender todos os produtores rurais do nosso município”, comemorou o prefeito Valdinei José Peloi.

A estrada hoje é coberta por cascalho, mas não boa o bastante para a grande circulação de caminhões que chegam de municípios vizinhos. “Com as pedras irregulares vai ficar muito melhor”, analisou o prefeito. A contrapartida municipal será de R$ 99 mil.

Ribeirão Claro vai receber R$ 1,5 milhão para pavimentação de estradas rurais do município. “O calçamento vai resolver problemas que temos todos os anos, com a manutenção de estradas. No período de chuvas, é destruído todo o trabalho que fazemos durante o ano”, ressaltou o prefeito Geraldo Maurício Araújo.

Serão pavimentadas com pedras irregulares estradas que ligam as comunidades Abreus, Água da Mula e o Bairro Três Corações, onde está localizada a maior comunidade rural do município. “Acredito que vai atender em torno de 1.200 famílias”, disse o prefeito. Ele ressaltou que 30% da população de Ribeirão Claro mora na área rural.