Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

28.06.13 FETO 2Uma confusão mental de uma mulher de 28 anos provocou grande mobilização do Corpo de Bombeiros no início da noite desta quinta-feira (27) em Curitiba. Depois de informar que foi obrigada a jogar um dos filhos recém-nascidos dentro do rio Ivo, no centro de Curitiba, bombeiros se mobilizaram para fazer o resgate da criança. A mulher, que estava bastante machucada, disse que foi agredida no meio da rua e, por isso, teria sofrido um aborto. Ela foi encaminhada ao Hospital Evangélico.

Segundo ela, em função das agressões, a criança teria nascido morta e, então, ela decidiu jogar a criança dentro desse rio na rua Fernando Moreira. No entanto, depois de pouco mais de 30 minutos de busca, o Corpo de Bombeiros encerrou os trabalhos sem localizar o suposto recém-nascido. “Teríamos encontrado essa criança com certeza porque é raso e fizemos buscas por todo o local”, disse a tenente Isipon à Banda B.

Já no hospital, médicos constataram que a mulher nunca esteve grávida. Ela passará por uma avaliação psicológica antes de ser liberada pelos médicos.