Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

Marca de sangue no vestido que a jovem vestia (Fotos: Arquivo Pessoal)

A Polícia Civil investiga o ataque a uma jovem mulher que aconteceu por volta das 17h30 de ontem (18) na estação-tubo da Praça Eufrásio Correia, no Centro de Curitiba. Segundo o Boletim de Ocorrência (BO), a funcionária de uma rede de fast food foi abordada por um homem com uma seringa de sangue, que aplicou o objeto nas nádegas dela. É o primeiro ataque deste tipo que veio a público na capital.

Mulher está no hospital tomando medicamentos

Em seu relato, a jovem diz que um homem passou a seguir os seus passos e então agiu. “Ele enfiou uma injeção com sangue em mim. Quando olhei para trás meu vestido estava rasgado e com sangue. O rapaz saiu correndo e ninguém conseguiu alcançá-lo”, descreveu.

De acordo com a jovem, foi necessária a ida para o Hospital Cajuru. “Eles não terminaram o atendimento por não terem o medicamento que eu precisava. Fui então para o Hospital do Trabalhador (HT), onde tomei os medicamentos e dei início a um tratamento com coquetel fortíssimo”, relatou.

Ainda segundo a jovem, o temor é pelo o conteúdo da seringa. “Ainda não se sei o que tinha na injeção, nem se eu fui infectada com alguma doença, estou a base de remédios e não desejo o que estou passando para ninguém. Nunca tinha visto isso em Curitiba. Muito cuidado e obrigado a todos pelo apoio”, concluiu a vítima, que se recupera em casa.

A investigação do caso está a cargo do 1° Distrito Policial. Denúncias sobre a ação do homem com a seringa também podem ser passadas via 190 da Polícia Militar (PM).