A mulher, de 36 anos, que foi estuprada e brutalmente espancada na noite deste sábado (19), em Sarandi (a 12 km de Maringá), estaria voltando da igreja quando foi atacada, informou o superintendente da Polícia Civil em Sarandi, Márcio Bertoni. A vítima, que seria deficiente mental, teria saído despercebida da casa de familiares, no Jardim Ouro Verde. O crime ocorreu por volta das 22h30.

Leia a reportagem completa no Portal O Diário, clicando aqui.