Da Redação

O feriado do Dia do Trabalhador deve levar milhares de veículos às estradas do Paraná entre esta quinta-feira (1°) e o próximo domingo (4). De acordo com as concessionárias que administram as rodovias que ligam Curitiba ao interior e aos litorais do Paraná e de Santa Catarina, o movimento deve ser cerca de 50% acima do normal durante os quatro dias do feriado prolongado.

movimento-estradas-300413-bandab

Foto: Reprodução Ecovia (Arquivo)

Em direção ao litoral paranaense, aproximadamente 94 mil veículos devem circular nos dois sentidos da BR-277. Segundo previsão da Ecovia, o maior movimento deve começar a ser registrado entre as 09h e o meio dia de amanhã, quando podem haver picos de 1,1 mil carros por hora, movimento duas vezes maior que o normal. Na sexta-feira (02), os picos podem chegar a 1,3 mil veículos/hora entre 18h e 20h.

Em direção ao litoral catarinense, a concessionária Autopista Litoral Sul espera que 36 mil veículos circulem, por dia, no trecho sob concessão. Nesse período, a expectativa é de movimento intenso de veículos deverá se concentrar na região da Serra do Mar da BR-376 e na BR-101 (SC), principalmente nos acessos da rodovia aos municípios de Garuva, Barra Velha, Penha, Navegantes, Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema, Florianópolis e Palhoça. No Contorno Leste de Curitiba (BR-116), o tráfego é intensificado próximo à capital.

Em direção ao interior do Paraná, a expectativa é de movimento 45% acima do normal. Na ligação o movimento é estimado em 165 mil veículos, nos dois sentidos da rodovia. O dia de maior movimento será a quarta, quando 34,6 mil veículos devem trafegar pela região de São Luiz do Purunã (movimento 43% acima do normal) nos dois sentidos da pista.

Para quem vai pegar a estrada, os horários de pico na viagem em direção ao Interior estão concentrados a partir das 17 horas de quarta-feira, e entre 9 e 12 horas de quinta; na volta, o movimento na BR 277 para quem retorna para Curitiba se intensifica entre 15 e 21 horas do domingo.