Da Redação

Os motoristas que decidiram pegar a estrada no início da tarde desta quinta-feira (17), véspera do feriado prolongado de Páscoa e Tiradentes, enfrentam tráfego intenso nas principais rodovias do Paraná. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o maior movimento na tarde de hoje é registrado na divisa do Paraná com Santa Catarina, sendo que a fila chegava a 26 quilômetros na BR-376.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Na BR-277, entre a capital e o litoral paranaense, cerca de 1,2 mil veículos seguiam por hora em direção as praias. No sentido contrário o movimento é normal. A Ecovia estima que aproximadamente 126 mil veículos circulem nos dois sentidos da rodovia durante o feriado. O maior movimento em direção às praias deve começar a ser registrado na quinta-feira-feira, entre 18h e 21h.

Em direção ao interior, o movimento também é o dobro do normal.  Entre Curitiba e São Luiz do Purunã, 252 mil veículos são aguardados no período. A melhor alternativa, segundo a concessionária, é evitar a sexta-feira entre as 7h e 15h e viajar após este horário ou no sábado (19), a qualquer hora. Um grande volume de motoristas deve sair da capital de maneira concentrada, na manhã de sexta, o que poderá gerar congestionamentos por excesso de veículos em pontos diferentes, ao longo da saída para o Contorno Sul e o 140, o encontro das BRs 277 (sentido Oeste) e 376 (sentido Norte e Campos Gerais).

Já em direção ao litoral catarinense, o volume é o triplo do normal. A Autopista Litoral Sul espera que 39 mil veículos circulem por dia no trecho entre Curitiba e Palhoça. Na saída para o feriado, o maior movimento deverá ocorrer entre às 17h e meia noite de quinta-feira (17) e das 6h às 16h de sexta-feira (18), com maior concentração de fluxo no sentido Sul (Palhoça). No retorno, a previsão é de que o fluxo seja intenso durante toda a segunda-feira (21) das 8h até a meia-noite com maior volume de tráfego no sentido Norte.