Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

Um protesto pacifico por parte do Sindimoc, Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana, faz com que as classes trabalhem com uma máscara cirúrgica nesta quinta-feira (24). Motoristas e cobradores querem ter o direito de receber a vacina contra a Gripe, por se considerarem parte do grupo de risco.

“A categoria passa o dia inteiro fechada dentro dos ônibus, além de ter a responsabilidade de levar passageiros que muitas vezes estão a caminho de uma consulta médica. Se os médicos, que também estão em contato com estas pessoas são do grupo de risco, por que motoristas e cobradores não?”, questionou à Banda B Anderson Teixeira, presidente do Sindimoc.

motoristas2

Motoristas e cobradores trabalharão de máscara (Foto: Colaboração)

Teixeira argumentou que, em ano de Copa, é um absurdo a categoria ficar sem este benefício. “Pessoas de fora vão vir, o nosso transporte coletivo é referência e vai ter um trabalho intensificado devido ao evento. Vamos esperar e ver se alguém olha por nós”, concluiu.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Curitiba informou à Banda B que quem determina o público alvo da vacinação é o Ministério da Saúde, não cabendo ao órgão municipal determinar quem tem direito ao benefício.