Os moradores do Jardim Veneza, em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, realizaram no último domingo (3) um protesto na BR-116 por conta dos constantes acidentes no km 131, trecho que os motoristas usam para entrar ou sair do bairro. Em entrevista à Banda B, nesta terça-feira (5), a ouvinte Maria Luiza, uma das organizadoras da manifestação, pediu uma solução antes que a população do bairro seja dizimada.

“Só em janeiro nós ficamos sabendo de mais de sete mortes neste acesso ‘roleta russa’. Daqui a pouco, a população do bairro vai acabar. Quem vem de Curitiba sentido FRG para entrar no Veneza precisa ficar no acostamento e esperar não vir carro de lado nenhum para cruzar. Estes dias eu estava em um ônibus e o motorista ficou esperando mais de 15 minutos para atravessar, quando conseguiu por pouco não bateu em uma carreta”, protestou.

Segundo Maria Luiza, uma lombada ou rotatória já solucionaria o problema. “Não precisa nem de uma trincheira, são medidas simples que já diminuiriam os acidentes. Infelizmente ninguém faz nada. O dia que morrer um monte de gente de uma vez só daí alguém resolve fazer alguma coisa”, concluiu a ouvinte.

Outro lado

A assessoria da Autopista Planalto Sul, concessionária responsável pela BR 116, informou que há um projeto de implantação de dispositivos para facilitar o trânsito na via de acesso ao Jardim Veneza, no entanto a obra só pode ser efetuada em 2014. Segundo a empresa o contrato fechado para a reforma respeita uma regulamentação federal, que impede que as obras sejam feitas todas no mesmo ano.
No momento a concessionária executa uma reforma na Ponte Rio Negro, mas devido às reclamações da comunidade discute com a prefeitura de Fazenda Rio Grande um possível adiantamento nas obras do acesso ao Jardim Veneza. A próxima reunião com a prefeitura será na sexta-feira (08)