Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

A manutenção e as obras de ruas e rotatórias na Estrada da Ribeira viraram dor de cabeça para os moradores do bairro Roseira, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Segundo eles, todos os dias, há três semanas, o abastecimento de água é interrompido no local e, mesmo depois que a Sanepar é acionada, o problema continua.

O ponto mais crítico fica no cruzamento da Estrada com a Rua Paulo Torques. As obras, de acordo com quem vive na região, é feita por uma empresa contratada por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

canos-estouradosCanos são estourados por empresa, denunciam moradores. (Foto: Jeferson Cristiano da Silva)

“Nós ficamos sem água e chamamos a Sanepar, que faz apenas uma manutenção provisória para garantir o abastecimento. No outro dia, essa empresa estoura os canos novamente para que as obras sejam retomadas. Isso se repete sempre. Só ontem, a tubulação foi danificada duas vezes”, explicou Jeferson Cristiano da Silva, morador da região, em entrevista à Banda B na tarde desta quarta-feira (29).

Outro problema, segundo ele, é que a Sanepar utiliza canos muito finos e de baixa pressão, o que dificulta ainda mais o abastecimento. “A escola do meu filho já ficou sem água várias vezes também e a diretora teve que chamar caminhão-pipa. Eu não sei se foi falta de comunicação ou o quê, mas eles deveriam ter planejado melhor essa obra, porque nós precisamos de uma solução definitiva, já que temos a impressão de que esse processo todo ainda vai demorar”, concluiu Jeferson.

Em nota, a DNIT informou que, durante a execução das obras de restauração na rodovia BR-476 (Estrada da Ribeira), ​algumas ligações de água foram rompidas e o reparo realizado pela Sanepar. A empresa contratada para as obras pelo DNIT, além da restauração do pavimento, construirá  ao todo 21 rótulas para tornar o tráfego mais seguro na rodovia. Para estas obras são necessárias escavações mais profundas. Nem todas as ligações de água na região atual dos trabalhos estão identificadas nos cadastros oficiais disponibilizados para o DNIT, motivo pelo qual os rompimentos ocorreram.

A Sanepar informou que, com ampliação da Rodovia da Uva, têm ocorrido rompimentos e mudanças de localização na rede de distribuição de água da Sanepar na região. A Sanepar procura fazer o conserto e as obras no menor prazo possível para que seja rápida a normalização no abastecimento. A empresa pede ainda que qualquer rompimento de rede seja informado com urgência para o telefone 115.