Por Marina Sequinel e Antônio Nascimento

Moradores do bairro Santa Quitéria, em Curitiba, pedem socorro para as autoridades devido a uma cracolândia instalada na rua Ulisses Vieira. Segundo eles, os furtos e roubos nas moradias aumentaram significativamente com a concentração de usuários no local.

“O medo é constante, de dia, à noite, dentro e fora de casa. Eu estou simplesmente cansada dos assaltos e de todos os outros tipos de violência. Faz tempo que dois meliantes, que usam crack e bebida alcoólica, aterrorizam as redondezas. Nós estamos apavorados”, explicou uma moradora que entrou em contato com a Banda B na tarde desta terça-feira (19). Ela preferiu não se identificar.

De acordo com ela, a dupla fica observando as casas durante a manhã e, à noite, eles atacam. “No sábado passado, um tentou roubar uma residência aqui do vizinho e ele, cansado e revoltado, atirou nele. Infelizmente, ele não morreu. A gente pede ajuda, mas a polícia não aparece. Não há segurança nenhuma aqui, nós pedimos socorro”, completou ela.

Em nota, a Polícia Militar (PM) informou que o patrulhamento preventivo e ostensivo é feito nesta rua e na região e que, se situações de crime ou delito forem flagradas, os envolvidos serão encaminhados à delegacia. Quando pessoas que realizam o tráfico são flagradas nesta atividade, também são presas. Usuários também são encaminhados, mas, neste caso, a lei prevê a assinatura de Termo Circunstanciado e posterior liberação. Além disso, a PM está à disposição da comunidade por meio do 190 e pode ser acionada a qualquer momento. Depois de o fato consumado, a Polícia Civil é responsável pelas investigações.