SMCS
Presidente da Urbs, Roberto Gregório da Silva Junior

O presidente da Urbs, Roberto Gregório da Silva Junior, disse em reunião da Câmara Municipal na tarde desta terça-feira (26) que nenhum projeto do Ligeirão Norte atualmente em estudo prevê qualquer intervenção na Praça do Japão. A reunião, coordenada pelo presidente da Câmara, Paulo Salamuni, contou com a presença do secretário municipal de Relações com a Comunidade, Caíque Ferrante, representantes da comunidade, vereadores e técnicos da Urbs e do Ippuc para debater o projeto do Ligeirão, previsto inicialmente para ligar o terminal Santa Cândida à Praça do Japão.

Além do estudo de alternativas para preservar a praça, o presidente da Urbs assumiu o compromisso de avaliar alternativas para a implantação da estação-tubo Bento Viana. Uma pesquisa em pontos de maior demanda do transporte coletivo vai envolver também a Praça do Japão.

Roberto Gregório parabenizou a comunidade pela mobilização iniciada no ano passado e também a Câmara que, ao abrir espaço para o debate, comprovou ser um canal de representação das demandas da comunidade. ”Este é um tempo de diálogo e transparência na gestão municipal, o que tem se traduzido em práticas inovadoras, como a realização, na semana passada, de uma audiência pública para debater a tarifa do transporte coletivo”, afirmou o presidente da Urbs.

A administração municipal já havia assumido, em janeiro, um compromisso com a comunidade de reavaliar o projeto do Ligeirão, o que está sendo feito. “Alterar um projeto deste porte traz uma série de preocupações e ainda estamos desenhando alternativas, mas nenhuma delas inclui intervenção na Praça do Japão”, afirmou.

O presidente da Urbs também destacou a necessidade de atender as demandas do transporte coletivo com uma condição operacional de qualidade e, ao mesmo tempo, buscar alternativas que atendam a comunidade local.

O presidente da Câmara, Paulo Salamuni, que acompanha a mobilização desde o início, aplaudiu a iniciativa de buscar alternativas sem passar pela praça. “É uma notícia alvissareira para todos nós. Este é um assunto importante, basta ver que temos aqui mais de 20 vereadores e não estamos em sessão. Estamos apenas numa reunião”, disse Salamuni.

O promotor de Justiça Willian Buchmann solicitou à Urbs informações do projeto pelo qual o Ligeirão contornaria a praça. “Obtivemos a resposta, mas isso está superado tendo em vista a posição anunciada aqui pela Urbs”, disse. O promotor parabenizou a decisão da atual gestão de ouvir a comunidade e buscar soluções. Também disse que vai acompanhar a questão da localização da estação Bento Viana que, pelo projeto original, ficaria em frente ao Colégio Santa Terezinha, o que é contestado pelos representantes da comunidade. A localização da estação também será reavaliada pela Urbs.