O Governo do Paraná abriu nesta terça-feira (22) as inscrições para o projeto Primeira Exportação, da Secretaria de Estado da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul. O programa dá consultoria técnica gratuita às pequenos e médios empresários interessados em entrar no mercado externo. As inscrições podem ser feitas pelo site www.seim.pr.gov.br até 31 de março.

Esse é o segundo ciclo do projeto que na primeira etapa atendeu cerca de 10 empresas de Curitiba e região. Agora, o objetivo é atender 40 empresas de todas as regiões do Estado. Uma comissão vai analisar os negócios e escolher as empresas para participar do programa.

O secretário Ricardo Barros afirma que o Governo do Estado tem a melhor legislação para pequenos e médio empresário, financiamento fácil e capacitação gratuita pelo Bom Negócio Paraná. O lançamento da segunda etapa do programa foi feito durante a reunião do Fórum das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Paraná (Fopeme), na manhã desta terça, na Fecomércio. “Temos unidades do fórum em todas as regiões e damos suporte para aqueles que querem entrar no mercado internacional”, completou Barros.

PROGRAMA – Para atender as empresas, a Secretaria criou um núcleo de consultas, em parceria com a FAE Centro Universitário. Alunos da instituição elaboram o diagnóstico da companhia e verificam seu potencial exportador. Empreendimentos de diversos segmentos econômicos e industriais recebem orientações sobre pesquisa de mercado, eventuais adequações do produto, promoção comercial e a parte operacional da exportação.

O trabalho dura cerca de 18 meses e é coordenado pelo professor Joaquim Brasileiro, especialista em comércio exterior. “Temos que criar a cultura exportadora nos micro e pequenos empresários paranaenses. O programa Primeira Exportação utiliza estratégias, programas e sistemas para inserir essas empresas no cenário internacional”, afirma Joaquim.

O professor cita que além das vantagens financeiras, o empresário que exporta quebra a dependência do mercado nacional. “As vantagens são inúmeras e nós vamos levar até eles as ferramentas para que isso ocorra”.

NÚMEROS – Segundo dados do Governo Federal, apenas 6% da exportação paranaense é feita por meio de micro e pequenas empresas. Apesar de ser maior que a média nacional (4%) está muito abaixo do índice de países como Estados Unidos, Alemanha, França e Japão, onde o setor representa mais de 20 % da exportação na balança comercial.

“O Primeira Exportação já vem colhendo bons resultados no Paraná e o seu segundo ciclo vem agora para capacitar também empresários do interior, além dos de Curitiba e região metropolitana”, reforça o professor da FAE.

RESULTADOS – Um dos empreendimentos que receberam consultoria é a Qualinova, localizada em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. A empresa fez modificações no site e criou novos produtos para o mercado internacional e, em setembro do ano passado, foi uma das 30 empresas expositoras no Pavilhão Brasileiro da Americas’s Food and Beverage em Miami (EUA).

O projeto Primeira Exportação também colocou no mercado internacional a curitibana Satech do setor de telecomunicações. Há cerca de um ano, a empresa fechou negócio com empreendedores paraguaios para a montagem e industrialização de cabos conectorizados.

SERVIÇOS – O Primeira Exportação é gratuito e tem duração aproximada de 18 meses. Mais informações nos sites da Secretaria de Indústria e Comércio (www.seim.pr.gov.br) e do projeto (www.primeiraexportacao.mdic.gov.br).

BOX – Mudança na diretoria do Fórum

O diretor-geral da Secretaria de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horácio Monteschio, assumiu nesta terça-feira (26) a secretaria técnica do Fórum das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Paraná (Fopeme). O cargo é vinculado à diretoria geral da Secretaria. Monteschio substitui Ercílio Santinoni, que permanece como um dos coordenadores do Fórum, indicado pela Fampepar – Federação das Micro e Pequenas Empresas do Paraná.

Também ficou definida para 7 de maio a oficina regional para a elaboração de propostas para a Agenda Nacional de Desenvolvimento e Competitividade das Micro e Pequenas Empresas.

O Paraná foi sede, no início do ano, do primeiro encontro da Região Sul para a elaboração do documento que será redigido com sugestões, ideias e propostas coletadas em eventos realizados por todo o país. O documento coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) vai prever ações de fortalecimento do setor nos próximos dez anos.

O Fórum do Paraná é coordenado pela Secretaria da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul. O órgão paranaense é um dos pioneiros no País, considerado referência nacional e nos últimos dois anos liderou debates e discussões sobre legislação, tributação, crédito, capacitação de mão de obra, exportação e desburocratização.