Da Redação com assessoria

(Fotos: Divulgação PRF)

Os metalúrgicos da Grande Curitiba realizam, desde o início da manhã desta segunda-feira (5), manifestações em campanha nacional contra retirada de direitos e pela retomada econômica. Os trabalhadores ocupam a marginal da BR-277, em frente a Renault, em São José dos Pinhais, e a Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, em frente a Volvo, na Cidade Industrial de Curitiba.

Durante a manifestação, o Sindicato dos Metalurgicos de Curitiba e região lançou a campanha “Cortar direitos não gera emprego! Retomada econômica já!”. O objetivo é formar uma frente de atuação para pressionar o governo a adotar medidas que acelerem a economia e retomem o emprego.

“Infelizmente, alguns setores alegam que para resolver a crise, é preciso flexibilizar os direitos trabalhistas. Essa visão é deturpada. O que tem travado a economia são os juros altos que inibem o setor produtivo, a falta de crédito e o rebaixamento de renda, que prejudicam o consumo. O que vai salvar a economia é o fortalecimento do mercado interno através da baixa dos juros e do aumento da renda e do crédito. Acabar com direitos não tem relação nenhuma na geração de emprego”, diz o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka.

Depois da manifestação em frente às empresas, os trabalhadores devem se reunir a partir das 10h, na Boca Maldita, para um grande ato.