Nesta sexta-feira (22), Dia Mundial da Água, a secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos apresenta a segunda edição da série histórica ‘Bacias Hidrográficas do Paraná’. O material, em versão eletrônica, tem informações atualizadas sobre águas subterrâneas, interação entre a água e as florestas, gestão integrada e sistema estadual de gerenciamento dos recursos hídricos. “É importante que todo paranaense saiba quais são os córregos e rios que passam pela sua região. Garantir o acesso a essas informações é o primeiro passo para despertarmos a consciência da preservação da água e de outros recursos naturais essenciais para a vida”, disse o secretário, Luiz Eduardo Cheida.

O documento mostra que, embora o consumo mundial e brasileiro de água seja liderado pela agricultura – 75% e 73%, respectivamente –, no Paraná, o maior consumo de água é no abastecimento público: 42%. Em seguida, vem a indústria (24%), agricultura (21%) e pecuária (13%).

O trabalho de preparação da ‘Bacias Hidrográficas do Paraná’ começou em 2003 e a primeira edição foi publicada em 2010. Os dados foram levantados a partir do diagnóstico elaborado para o Plano Estadual de Recursos Hídricos, instrumento básico na definição da política e da gestão dos recursos hídricos do Paraná.

O Paraná possui 16 bacias hidrográficas: Bacia Litorânea, Bacia do Ribeira, Bacia do Cinzas, Bacia do Iguaçu, Bacia do Tibagi, Bacia do Ivaí, Bacia do Piquiri, bacia do Pirapó, Bacia do Itararé, Bacia do Paraná 1, Bacia do Paraná 2, Bacia do Paraná 3, Bacia do Parapanema 1, Bacia do Parapanema 2, Bacia do Parapanema 3 e Bacia do Parapanema 4. Para geri-las, o Estado conta com oito comitês instalados e três em fase de instalação.

Cooperação – Comemorado desde 1993, o Dia Mundial da Água foi recomendado pela Organização das nações Unidas (ONU) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Eco-92. Desde então, a data é lembrada em todo o mundo em torno de um tema, que este ano é ‘Cooperação pela Água’. “O tema de 2013 chama a atenção para a necessidade de um esforço comum, rumo a uma boa gestão, uma boa governança pela água”, afirma o coordenador de Recursos Hídricos, Mauri Pereira.

A Lei Federal 9433/97 institui a Política Nacional de Recursos Hídricos. Aqui no Paraná, a Lei Estadual 12.726/99, modificações feitas pela Lei 16.242/09, determina que a gestão dos recursos hídricos deve ser descentralizada e participativa, feita pelos comitês de bacias hidrográficas.

“O Sistema Sema trabalha para difundir democraticamente o conteúdo técnico que produzimos. Ao aproximar a sociedade das ações promovidas pelo Estado, conforme orienta a Política de Recursos Hídricos, incentivamos a educação ambiental e estimulamos a participação social na missão de garantir um meio ambiente saudável, limpo, equilibrado e harmônico”, destaca o secretárioCheida.

Serviço: a segunda edição da série histórica ‘Bacias Hidrográficas do Paraná’ está no portal da secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos www.meioambiente.pr.gov.br