Catve

Amigos já arrecadaram cerca de R$ 12 mil para o tratamento da estudante. Foto: Reprodução

A jovem Maria Luísa Moia Kamei, 20 anos, continua internada em estado grave de saúde na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Evangélico de Curitiba.

Ela foi transferida para a unidade que é referência no tratamento de queimados no dia 13 de março, dois dias após ter 80% do corpo queimado numa explosão causada por um vazamento de gás, no prédio em que ela vivia na Avenida da FAG.

A mãe da jovem, Marcia Kamei informou que “Maria Luísa está lutando muito pela vida”. Em coma induzido e respirando com a ajuda de aparelhos, ela ainda não passou por nenhum procedimento cirúrgico.

Ainda conforme Marcia, após avaliar Maria Luísa, o médico cirurgião informou que as queimaduras estão com aspectos normais, o que é considerado bom, pois indica que não há infecção.

Ajuda

Na última semana, acadêmicos de medicina criaram uma vaquinha online para ajudar no tratamento da jovem. O objetivo é ajudar na compra de medicamentos, realização de procedimentos, além de hospedagem e alimentação da família, que é de Maringá.

Você pode contribuir clicando aqui

Para ler mais notícias sobre o oeste do Paraná clique aqui.