Por Elizangela Jubanski e Ricardo Vieira

Cerca de 400 manifestantes iniciaram um protesto no Centro de Curitiba na noite desta quinta-feira (1) contra o governo de Michel Temer e a conclusão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ônibus e janelas foram pichados e vidros quebrados no prédio da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep).

O grupo percorreu vários locais e praças pelo Centro. Os pontos de ônibus e estações-tubo da Avenida Cândido de Abreu foram alvos dos manifestantes. Alguns estão com máscaras, enquanto outros carregam bolsas e sprays. Todos gritam palavras de ordem contra o governo de Temer.

Um dos organizadores do evento, o professor de Filosofia Alan Rodrigues, disse à Banda B que o objetivo do protesto é chamar a atenção pela fragilidade da democracia. “O trajeto nós decidimos em grupo, de maneira democrática e o objetivo é mobilizar as pessoas sobre o golpe e tentar pedir novas eleições. Não aceitamos um um presidente sem voto, isso não é democracia. O povo tem que ser ouvido. Estamos paralisando as ruas porque lugar de protesto é na rua”, contou.

Para a Banda B, o major Breunig contou que o grupo foi escoltado pela Polícia Militar (PM), após informações de vandalismo. “Assim como em toda a manifestação pública, a Polícia Militar se faz presença para garantir a ordem e a tranquilidade. Nessa manifestação tivemos informações de perturbação de sossego, pichações, eles atearam fogo no meio da rua. Ninguém foi conduzido porque eles aproveitam a massa de pessoas. Eles andaram por todo o Centro, andaram pela rua Tibagi, pelas Marechais, proximidades, depois foram para a Carlos Gomes, Rui Barbosa, mas tivemos informações de todo esse trecho”, descreveu.

O manifesto iniciou por meio da rede social Facebook. A convocação diz “A RESISTENCIA POPULAR IRÁ INCOMODAR OS PODEROSOS! O mês de setembro se iniciará com o povo na rua, parando a cidade contra a farsa política que culminou na RUPTURA DA DEMOCRACIA.

Segundo os organizadores, um novo protesto está marcado para acontecer no dia 7 de setembro.