Seis estabelecimentos de diversos bairros de Curitiba foram vistoriados na noite deste sábado (2), durante operação da Aifu (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) em bares, restaurantes e casas noturnas. A casa noturna John Bull, na Mateus Leme, foi fechada por problemas na porta de saída de emergência. Já a casa Primavera, no bairro Pilarzinho, não tinha alvará de funcionamento e também apresentava problemas com a saída de emergência.

A Wood’s, no bairro Seminário, e o Citra Bar, no Alto da XV, foram vistoriados ontem e não tiveram nenhuma irregularidade constatada. A Sociedade 13 de Maio, no bairro São Franciso e Menina dos Olhos Zen, no Alto da XV, apresentavam problemas com alvará, mas não foram fechadas, já que os proprietários tem alguns dias para providenciarem os documentos.

A operação mobiliza fiscais das secretarias municipais de Urbanismo e do Meio Ambiente, da Vigilância Sanitária, Cosedi (Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis), Corpo de Bombeiros e Ministério do Trabalho, além de um representante do Ministério Público e efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

Na noite de sexta, foram fechados os estabelecimentos Gaitaço Sertanejo, no bairro Butiatuvinha, e Hermann Clube Dançante, no bairro Orleans. Eles apresentavam problemas considerados graves a ponto de ameaçarem a segurança dos frequentadores. Outros três locais, Estação Via Show, Marechal Palace Clube, ambos no Boqueirão, e Rancho Brasil, no Uberaba, foram notificados para regularizarem suas situações com prazo imediato. Tinham problemas de laudo ambiental, alvará, ou alguma irregularidade detectada pelo Corpo de Bombeiros.

Na quinta, o Bar Curytba, a Classe Nigth Club e o Bar Aos Democratas foram fechados, mas os dois últimos regularizaram a situação e estão funcionando normalmente.