Mais de dez mil pessoas já visitaram o estande da Sanepar na Praça Rui Barbosa, em Curitiba, onde estão em exposição cerca de 60 animais taxidermizados. A mostra faz parte das comemorações do Dia Mundial da Água e fica aberta até esta quinta-feira (28), entre 10h e 20h.

Os animais empalhados fazem parte do acervo do Instituto Harpia de Pesquisa em História Natural, da Universidade Estadual do Norte do Paraná, campus de Cornélio Procópio. Eles estão expostos ao longo de uma trilha de 16 metros, chamada Safári Noturno, repleta de aves, répteis e mamíferos de diferentes regiões do Estado, do país e do mundo.

Animais – Os visitantes recebem na entrada lanternas para iluminar o caminho. Entre os animais é possível ver um tigre-de-bengala, o maior carnívoro do planeta, ameaçado de extinção, com três metros de comprimento e cerca de 300 quilos; um lobo-guará, característico da região dos Campos Gerais; além de cotia, responsável por grande parte do plantio da araucária no Paraná; harpia ou gavião-real, maior águia do planeta; um macaco mandril, que vive em bandos na África Ocidental, e um macaco siamango, originário das florestas das montanhas da Malásia.

De acordo com o presidente do Instituto e diretor do Departamento de Museu e Taxidermia da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, João Galdino, que é odontólogo e biólogo, os animais empalhados foram recolhidos em apreensões feitas pelo Ibama e pela Polícia Federal, em poder de caçadores. Outros morreram em cativeiros ou zoológicos. “O acervo foi montado ao longo de 55 anos”, destaca.

A exposição fica aberta até quinta-feira (28). Todos os dias, entre 12h e 14h, e nos finais da tarde, entre 18h e 20h, são realizados shows com atrações locais.

SERVIÇO

Safári Noturno

Local: estande da Sanepar na Praça Rui Barbosa (Curitiba)

Data: até quinta-feira (28)

Horário: das 10h às 20h

Entrada: gratuita