Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

02.07.13 ADOLESCENTE

Tia contou que garoto era trabalhador e não envolvimento com ilícitos. (Foto: Juliano Cunha)

O adolescente Lucas Aparecido Pego, de 18 anos, morreu na noite desta segunda-feira (1º) depois de levar um tiro no peito na frente da casa em que morava com os pais. O crime aconteceu na rua Pernambuco, no Jardim dos Estados em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba. Lucas trabalhava como encanador.

De acordo com depoimento da família, o crime aconteceu quando Lucas foi jogar o lixo de casa a pedido da mãe dele. Logo que chegou em frente a residência ele levou um tiro no peito. Ferido, tentou correr para a casa de um amigo, mas não resistiu e morreu antes da chegada dos socorristas so Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate). “Infelizmente quando chegamos a vítima já estava caída no chão, sem vida”, disse o sargento Airton.

A família não entendia o motivo do crime, e a tia da vítima, Divanete, afirmou que o rapaz era trabalhador e não causava problemas. “O piá era trabalhador, ajudava a mãe, a família. Não dá pra entender. Eles chegaram juntos do trabalho, ele perguntou se tinha janta pra minha irmã e, então, ela pediu pra ele ir jogar o lixo lá fora. Nisso, aconteceu. Nossa, era um piá muito querido. Não merecia isso, nossa, que injusto”, desabafou.

A Delegacia de Fazenda Rio Grande investiga o caso. O corpo do garoto foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.