A discussão entre mãe e filha adolescente na tarde de sexta-feira (12) foi parar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, em Curitiba. As duas moram no bairro Boa Vista e teriam iniciado uma discussão ainda pela manhã. A mãe ateou fogo nas roupas da garota de 16 anos que, na tentativa de salvar as peças, se jogou em cima das chamas. A adolescente está internada em estado grave. A mãe será ouvida pela Delegacia de Homicídios nas próximas horas.

A confusão aconteceu na rua Carlos de Campos por volta das 13 horas. De acordo com o depoimento informal da mãe, as duas começaram a discutir e, de repente, a garota se trancou no banheiro. Para fazer com que a menina saísse do banheiro, ela ameaçou queimar as roupas dela. Depois de juntar algumas peças dentro de um cesto de lixo, segundo a mãe, pediu que ela saísse do banheiro. Sem esboçar reação, a adolescente continuava trancada. Foi então que a mãe jogou álcool em cima das roupas e ateou fogo.

Nesse momento, segundo a mãe da adolescente, a garota saiu do banheiro e se jogou em cima do cesto para tentar salvar as roupas dela. “Este é um fato que com certeza terá de ser investigado. Vamos ouvir a mãe nas próximas horas e apurar as causas que levaram a estas ações impensadas”, disse, em entrevista à Banda b, o delegado-geral da Delegacia de Homicídios, Rubens Recalcatti.

A menina teve queimaduras graves e foi encaminhada a UTI do Hospital Evangélico com ferimentos generalizados. O estado de saúde dela é considerado grave. De acordo com informações obtidas pela Banda B, a garota está com 60% do corpo queimado e corre risco de morte.