Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

Um grave acidente entre um ligeirinho e uma caminhonete na noite desta quarta-feira (4), no bairro Prado Velho, em Curitiba, deixou um homem gravemente ferido. O ônibus da linha PUC/Rodoviária colidiu contra uma Mitsubischi L-200 (Triton). O motorista do carro, um jovem de 30 anos, foi encaminhado ao Hospital Cajuru, em estado gravíssimo.

A colisão aconteceu por volta das 19h50. O ônibus seguia pela rua Conselheiro Laurindo, sentido Rodoviária, e a caminhonete descia pela rua Guabirotuba. Depois da colisão, o ligeirinho arrastou a Triton por cerca de 15 metros e ambos só pararam após invadir o estacionamento de uma casa de shows. De acordo com testemunhas, o motorista do coletivo furou o sinal vermelho.

“O ônibus passou no sinal vermelho, com certeza absoluta”, disseram, inclusive, passageiros do ônibus. Outra testemunha, em entrevista à Banda B, disse que o motorista do ônibus tentou argumentar que tinha passado o sinal quando estava no amarelo. Houve confusão, conforme ela explica. “Eu vi exatamente o momento do acidente, ele estava em alta velocidade, os rapazes estavam ajudando, os passageiros desceram bem agitados e ainda teve discussão com uma outra motorista que foi tirar satisfação. Ela disse que ele tinha passado no vermelho, ele negou e os dois discutiram. Mas ele passou, sim. Todos viram”, disse Aline Conceição.

Outro motorista, que estava atrás da Triton contou que quase foi atingindo e garantiu que o ônibus ultrapassou o sinal vermelho. “A gente estava descendo a rua do Paiol e a caminhonete estava um pouco à frente e o ônibus o pegou pela lateral. O sinal estava verde para nós, eu tenho um filho de 3 anos que anda comigo e eu sou muito cauteloso, não ando em alta velocidade, não furo sinal”, descreveu Allan Aoki.

Por causa do acidente, o cruzamento ficou bloqueado e precisou ser desviado. Passageiros não tiveram ferimentos graves, mas o motorista da caminhonete corre risco de morte. Ele foi encaminhado ao Hospital Cajuru.

A Urbs informou que ainda não é possível dizer quem teria provocado o acidente, nem qual infração de transito poderia ter causado a batida. Para isso,  será necessária a realização de investigações por parte da Polícia Civil e de informações do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Este é o segundo acidente grave envolvendo ônibus do transporte coletivo de Curitiba nesta semana. Na segunda-feira (2), um jovem de 22 anos morreu ao ser ejetado de um ônibus de turismo após colidir contra um outro coletivo de Curitiba. O acidente foi no bairro Campina do Siqueira.

Notícias relacionadas

Acidente grave ao lado do terminal do Campina do Siqueira deixa um morto e 18 feridos