A 3ª Vara Criminal Federal de Curitiba condenou dois homens acusados de incitar a discriminação contra negros, homossexuais, judeus, nordestinos e mulheres em mensagens pela internet. Os réus Emerson Eduardo Rodrigues e Marcelo Valle Silveira Mello foram presos pela Polícia Federal em 22 de março de 2012 em Curitiba e Brasília na Operação Intolerância, que os identificou como responsáveis pelas postagens criminosas encontradas no site silviokoerich.org.

Os dois foram condenados pela prática de racismo e pedofilia na Internet, Rodrigues foi condenado a seis anos, seis meses e cinco dias e multa de R$ 1.936,72. Mello foi condenado a e seis anos e sete meses de reclusão, além de multa de R$ 3.508,03, devendo as penas serem cumpridas em regime semiaberto.

Os réus foram condenados ainda ao pagamento das custas processuais e não terão o direito de apelar em liberdade.

Prisão

A Operação Intolerância foi deflagrada em março de 2012 em Curitiba. Um dos condenados foi preso em casa e o outro em um hotel da capital. Desde a prisão, os dois permaneceram presos. A condenação aconteceu em 7 de fevereiro de 2013.

Entre as mensagens preconceituosas divulgadas no site, havia textos de apoio ao autor do massacre de Realengo, no Rio de Janeiro, que provocou a morte de 12 crianças em 2011.

Denúncias

As investigações iniciaram a partir de denúncias relacionadas ao conteúdo discriminatório do silviokoerich.org, já retirado do ar. Até o dia 14 de março do ano passado foram registrados 69.729 denúncias a respeito do conteúdo do site investigado. As mensagens faziam apologia à violência, sobretudo contra mulheres, negros, homossexuais, nordestinos e judeus, além da incitação do abuso sexual de menores.