Por Marina Sequinel

O julgamento do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho deve acontecer nos dias 21 e 22 de janeiro de 2016, segundo definição da Justiça. Ele é acusado de matar Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida em um acidente de carro no bairro Mossunguê, em Curitiba, em maio de 2009.

carli-filho

(Foto: Divulgação)

A mãe de Gilmar, Christiane Yared, comemorou a notícia. “A decisão é muito emocionante para a família, que lutou tanto para que essa data pudesse chegar. Nós acreditamos que a justiça será feita, para que o Brasil possa ter esperança, porque muitos assassinos continuam soltos, dirigindo e bebendo, e fica por isso mesmo”, disse ela em entrevista à Banda B na tarde desta quinta-feira (22).

O prazo para que as testemunhas de defesa e acusação do julgamento fossem indicadas terminou na segunda (19). Assim, o juiz Daniel Surdi de Avelar, da 2ª Vara do Júri de Curitiba, pôde marcar o júri popular do ex-deputado.

O caso

Carli Filho é acusado de matar os dois jovens, de 26 e 20 anos, em um acidente de trânsito no dia 7 maio de 2009, no Mossunguê. Segundo a acusação, ele dirigia embriagado e a 173 km/hora. Na ocasião, o Detran informou que o ex-deputado tinha 130 pontos na carteira de habilitação por infrações de trânsito.